13 de jul de 2010

Boletim Julho 2010

   Esse boletim é dirigido a você, amigo e amiga educadora.Hoje apresento meu novo livro, resultado de minha prática pedagógica traduzida por anos e anos de oficinas de formação de professores, por esse Brasil afora.
   Práticas de ORALIDADE na sala de aula tem como objetivo estimular a comunicação oral e oferecer à você, 40 atividades que lhe auxiliam na busca do leitor-modelo, de que fala Umberto Eco. Esse leitor, sujeito capaz de decodificar os signos,as marcas, os códigos e enigmas propostos pelo autor; que colabora com o autor, entende aonde ele quer chegar e mesmo assim procura criar é o que desejamos ver no nosso aluno. Uma das vias para que isso se torne fato é exercitar a criança, por meio da oralidade, para que ela trilhe desde cedo, esse caminho sensível de aquisição de sentidos. Sabemos que os anos iniciais devem ser dirigidos ao letramento e à alfabetização e que o desenvolvimento da linguagem oral é etapa fundamental na aprendizagem.
   Por isso, é importante que se dê um espaço significativo à narração oral de histórias, às leituras em voz alta e às rodas de conversa e escuta, nas quais a criança exercita a criação do texto oral, ao criar e recriar histórias ouvidas e vividas. E dizer, que a narração oral de histórias é a chave que abre a porta para o processo de
alfabetização, significa mais que o simples uso de uma metáfora, para ilustrar essa aquisição conquistada pela criança. Implica colocar a oralidade no seu devido lugar, ou seja, ocupando um espaço privilegiado na formação do ser humano.
  Práticas de ORALIDADE na sala de aula já se encontra nas livrarias. Disponibilizo também a palestra Oralidade nos anos iniciais. Os contatos podem ser feitos através do meu site.

2 comentários:

  1. Minha amada, esse é o livro que faltava.
    2ª feira vou encomendá-lo, sem falta.
    Parabéns! Beijo.
    Maria Helena Z. Frantz

    ResponderExcluir
  2. querida amiga, oxalá ele seja significativo .
    Meu beijo, Cléo

    ResponderExcluir

Arquivo do blog