22 de abr de 2011

Futebol, histórias e Páscoa


contos de Natal em Brusque, 2008
Quarta-feira, voltando de uma sessão de histórias, cruzamos com os torcedores do Atlético. Ao contrário do nosso passo, contemplativo e lento e do semblante quase em êxtase pelos afetos e efeitos da narrativa, os torcedores pisavam forte e suas caras contorcidas demonstravam insatisfação. Comentei com o narrador, como seria se esse mesmo público que vai aos estádios e participasse também das rodas de histórias.
A gente vai fazendo do jeito que sabe e acredita, sem esperar retornos. Apenas doamos aquilo que temos de melhor e deixamos a vida provocar as transformações. Apenas entregamos. Ah! Como é difícil a arte de entregar.
Que a Páscoa seja a renovação que a gente deseja pra nossa história e pra história do mundo.

2 comentários:

  1. Lindo o que vc disse sobre doação. Faz a gente parar pra pensar! Bjs,
    Eli

    www.genuinoblogdaeli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Eli, acho mesmo que a vida se faz desse dar e receber, assim, apenas assim...

    ResponderExcluir

Arquivo do blog