19 de jul de 2015

Resenha no Viagens de Papel

A fofa do terceiro andar, de Cléo Busatto

Publicado pela Galera Júnior, A fofa do terceiro andar é o primeiro livro juvenil escrito pela autora Cléo Busatto. Com pouco mais de 140 páginas, a obra é narrada em 1ª pessoa, em formato de diário, por Ana Vitta. Ana é uma tímida adolescente de 14 anos que sofre, diariamente, por seu excesso de peso. Além de ter a saúde prejudicada, ela enfrenta muito bullying na escola, o que a deixa triste, desanimada e com vontade de comer ainda mais. O diário, presente dado por sua mãe, é uma maneira dela colocar para fora suas angústias, medos, sentimentos mais profundos.

Um dia, Ana está na escola e passa por um grande constrangimento. O episódio é o estopim para que a menina decida começar uma dieta, procure fazer mais exercícios e tente eliminar todos os quilos extras. A partir daí, Ana passa a contar como é a mudança, o que está fazendo para se adaptar e os efeitos que a decisão provoca. Além do amadurecimento da história, há uma grande mudança na protagonista. Ana não passará apenas por transformações físicas, como também terá que se redescobrir como pessoa. A princípio frágil, sem saber o que quer direito, ela perceberá que é muito mais forte e determinada do que imagina. Busca a mudança e faz por onde.

A partir do momento em que se torna mais confiante, ela mostra para os outros
quem é de verdade e desperta a atenção de muitas pessoas a sua volta. Uma dessas pessoas é Francisco, o menino que ajudará Ana a se aceitar melhore a conquistar seus objetivos. Juntos, eles enfrentarão diversos obstáculos, que os fortalecerão ainda mais.

A fofa do terceiro andar foi uma leitura surpreendente. A princípio, eu estava esperando um romance fofo, mas nada além disso. A obra se mostra consistente, com uma narrativa rica e fluída, e traz uma lição de aceitação bem legal. Além disso, elementos da música, literatura, mitologia, entre outros, estão presentes no livro, o que torna o torna ainda mais enriquecedor. A autora aborda muito bem a temática o bullying e, com uma protagonista determinada, mostra o que é preciso para mudar. Ana é uma garota que gera bastante identificação, principalmente no público a que o livro se destina, garotas e garotos no início da adolescência.

Durante a história, acompanhamos a jornada de Ana por pouco mais de dois anos. Nesse período, é possível encontrar diversas reflexões feitas pela garota e o que ela fez para se aceitar melhor. Claro que houveram recaídas, mas a vontade e persistência da menina são admiráveis e mostraram-se mais fortes do que os desafios. Gostei muito da leitura por diversos motivos: o tema que foi desenvolvido de maneira leve e envolvente; a narrativa rica, ao mesmo tempo em que simples; e o fato de ser uma leitura rápida, deliciosa. O livro pode ser classificado como juvenil, mas não se restringe à idade. Vale a pena dar uma  chance e se encantar pela história!

http://www.viagensdepapel.com/2015/07/a-fofa-do-terceiro-andar-de-cleo-busatto.html#.VaeSDUcmds4.facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog