7 de jul de 2012

Aquilo que se encontra no caminho

ABZ do Ziraldo, 2011
Encontrar Ziraldo é sempre motivo para muita conversa. O mais divertido da gravação foi antes da gravação. Lembramos do espetáculo que eu dirigi no Rio, em 1991, O Menino Maluquinho, musicado pelo Antonio Pinto. O espetáculo foi um arraso. Uma montagem que mesclava a linguagem do gibi, com teatro negro. Iniciava com a imagem do menino se formando nessa técnica de animação. As crianças deliravam.  
Depois rimos muito ao lembrar a montagem de O Menino Quadradinho que realizei em São Paulo, em 1992. Esse espetáculo foi testar limites, tanto de linguagem como de paciência...ufa! Era bárbaro. Os personagens apareciam em todos os cantos do teatro, nas galerias, balcões, descendo por cordas no meio da platéia, surpreendendo a todos que ficavam atentos para ver de onde surgiria outro super-herói
Ziraldo acompanhou minhas crises durante as montagens, dizia que isso era por conta da minha exigência e me estimulava a ir adiante. Numa dessas vezes me apresentou Seis propostas para o próximo milênio, de Ítalo Calvino, leitura que redefiniu minha criação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog