29 de jun de 2013

Histórias para reencantar o mundo



    No livro A arte de contar histórias no século XXI (Vozes, 2006), eu disse que o século XXI carrega o desafio de reencantar o mundo e que, por meio do imaginário e suas manifestações, a contação de histórias, por exemplo,  é possível retornar à matéria humana e ressensibilizar o entorno e as pessoas.

    Dia 29 de junho de 2013. Hoje iniciamos uma ação que tem esta proposta. Sensibilizados por uma história que tem alma, podemos sensibilizar o outro, o entorno, a cidade, e por aí vai.
O encontro foi no Passeio Público, que vem sendo palco de humanização de Curitiba. Este evento se agrega ao movimento, Histórias para transformar o mundo, da Red Internacional de Cuentacuentos. Também é minha  contribuição a este movimento maior que vem mudando a cara do Brasil.
   O evento-bebê foi encantador. Reunimos 3 contadores de histórias, eu, Marilza Conceição e Guga Cidral. Três crianças com pais disponíveis para ouvir; dois visitantes do Passeio que pararam ao receber o convite; André Malinski, Eliane e Manoel. Um andarilho, Ricardo, apareceu por lá (um excelente contador de histórias), mas não ficou. Pediu desculpas, mas ele também ia contar histórias pelo Passeio; algumas pessoas ouviram de longe. 
   O que não foi surpresa para nós, foi a recusa de várias pessoas. Elas não paravam nem sequer para receber o convite, porque não tinham tempo - ainda que estivessem passeando por lá,  ou rejeitavam o chamado com um misto de medo e espanto. 
   O convite foi lançado. No último sábado de cada mês, às 11 horas, junto a ponte da entrada principal do Passeio Público de Curitiba, é o local do encontro. Venha e conte a sua história.

3 comentários:

  1. Te lendo aqui, contando essa triste história eu me emocionei só de ver que "Assim caminha a humanidade". Deus, para onde vão aqueles que tem tanta pressa? Obrigada Cléo, melhor dizer, Madame Homero, porque de heróis essa nação precisa.

    ResponderExcluir
  2. Ah,vá! rsrsr... Nada de heroísmo, não! Apenas desejo de ver a humanidade mais humana.

    ResponderExcluir
  3. Legal tua iniciativa. Conto histórias também vou aparecer por lá. Parabéns.

    ResponderExcluir

Arquivo do blog