6 de mar de 2010

Navegando pelos Formosos Monstros

A gente percebe quando a obra cria ressonância no outro, por meio de pequenos detalhes. Estava apresentando o DVD-ROM no MON. Platéia de adultos.
Apenas uma criança. Um garoto de 4 anos.
Após 1/2 hora digo que vou encerrar. Ele se manifesta, antes que qualquer adulto: "ainda não!"
Ok, solicitação dessas não se contraria.Continuo.Tempo depois caio no mesmo conto.Coisas do jogo.Outra observação pontual: "vai lá pra cima, esse a gente já viu!"
"Lá pra cima" queria dizer, áreas do mapa ainda não exploradas, Europa, Ásia.
Pronto. Aprovado pelo público alvo.
Feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog