19 de ago. de 2020

Estou no ritmo?

Hoje vou falar de ritmo. Ritmo sempre, do silencio ao som. A vida, é marcada pelo ritmo da respiração, da circulação, do movimento do corpo, da voz. Nós somos os fazedores do ritmo.

Imprimir ritmo numa narrativa, não quer dizer, apenas falar o texto rapidamente. Para que um texto tenha ritmo é preciso que ocorra a relação correta entre a emissão do texto e o momento de silenciar. O silêncio é uma das condições para encantar. O silêncio permite que o ouvinte vá até o cenário da história narrada e a ressiginifique com a sua própria história.

Ritmo também quer dizer pensar, ver o que está sendo narrado. O ato de pensar regulariza o ritmo da fala, estabelece segurança na emissão sonora e gera cadência. E aí, como está o seu ritmo hoje?



 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

intervalos

Arquivo do blog